O Linux é a melhor opção

Posts Tagged ‘partições

Finalmente apareceu o CloneZilla, um software livre de peso, à altura do famoso Norton Ghost … !! 😉
Até à altura já existiam alguns softwares livres para fins idênticos, tais como o partimage, mas nenhum deles estava à altura do Norton Ghost … !!
O CloneZilla, como o próprio nome diz, é um software que permite fazer clones ou cópias inteiras de um disco ou de uma partição, evitando deste modo a que se tenha que instalar tudo de novo … !!

O CloneZilla é um LiveCD, e como tal tem que se fazer dowload do iso, gravar num cd, e arrancar a partir desse cd … !!

Para os mais apressados, vejam algumas screenshots

Anúncios
anterior voltar ao Guia de Iniciação no Linux próximo
 

Uma das tarefas mais críticas, e onde os utilizadores têm mais dificuldades, é a de fazer partições.
Se possível, é aconselhável que se tenha um outro disco exclusivamente dedicado ao Linux, porque se houver problemas no disco principal, o Linux está salvaguardado. No entanto, a maioria das pessoas dispõe de um único disco.
Mas em ambos os casos, a tarefas de fazer partições é necessária.
Quero salientar, que o modo de fazer partições no windows vista ou superior é bastante diferente dos restantes sistemas operativos, pelo que requer atenções redrobradas.

a) Partições recomendadas

Eu recomendo que sejam efectuadas 3 partições para o Linux:

  • 1 partição, com o tipo ext3 para o sistema Linux “/”.  Esta partição vai ser a principal, onde será instalado o sistema operativo Linux, pelo que deverá ter bastante espaço, no mínimo 2 a 5 gb.
  • 1 partição, com o tipo swap, cujo espaço seja pelo menos igual ao dobro da memória RAM. Esta partição swap, é útil para o Linux efectuar transferência de ficheiros … É como se fosse uma RAM  ou àrea de transferência para o Linux …. !!
  • 1 partição, com o tipo ext3 (ou ext4) para as homes (/home) do Linux. Esta partição é opcional. Nesta partição ficaram todos os ficheiros pessoais de cada utilizador (documentos, imagens ….).A grande vantagem desta partição é que se mais tarde fôr preciso reinstalar o linux, os nossos documentos …. ficam intactos. Deve dar um espaço bem bom, mas aqui depende dos critérios de cada um

Exemplo (disco de 255 gb):

ntfs (windows)      70 gb
ext3   /                   70 gb
swap                      5 gb
ext3   / home       110 gb

b) Fazer partições com o Gparted – Gnome Partition Editor

O Gparted funciona como um LiveCD.
Faça download da última versão do iso do Gparted neste link
http://sourceforge.net/projects/gparted/files/

Depois abra o nero e grave o iso num cd.
Meta o LiveCD do Gparted, e reinicie
Ao iniciar, carregue em f12, e escolha arrancar pelo cdrom/dvdrom, ou opcionalmente pode ir à Bios e pôr o computador a arrancar primeiro pelo cdrom e depois pelo disco (boot sequence)
Na janela que aparecer, escolha a primeira o opção e dê enter. Aguarde um pouco, e agora vai-lhe aparecer uma interface gráfica, e aí carregue no icone gparted.

Agora siga estes dois excelentes tutoriais, que explicam como fazer as partições com o gparted
http://www.gdhpress.com.br/entendendo/leia/index.php?p=cap3-11
http://www.gdhpress.com.br/linux/leia/index.php?p=cap1-21

c) Fazer partições com o Partition Magic

Faça download e instale o Partition Magic.
Esse software é shareware o que quer dizer que vai ter de arranjar um crack, ou usa a versão 30 dias.
http://www.soft32.com/download_151.html

Siga as instruções deste excelente guia
http://www.guiadohardware.net/dicas/usan
do-partition-magic.html

d) Fazer partições com o Windows Vista ou superior

No windows vista ou superior, não crie partições, apenas redimensione a partição com o windows, de modo a que o espaço resultante dê para criar 3 partições para o Linux.
Se criar partições no windows vista, estas serão reconhecidas como sendo partições ntfs, e portanto não dá para instalar o Linux.
Durante a instalação da distro Linux que escolheu (Ubuntu, Fedora, …), haverá uma parte em que poderá criar as partições para o Linux !!

Para tal, siga as instruções deste guia
http://www.superdicas.net/windows-vista/como-criar-uma-nova-particao-no-windows-vista.html

 
anterior voltar ao Guia de Iniciação no Linux próximo